quarta-feira, junho 19

ALMA NÁUTICA 2, Norway! por Flavio Soares de Camargo

0
223

Como dama não é lá muito vistosa, mas gostosa certamente, boa de cama, complacente, acolhedora, econômica no comportamento, tudo ou quase tudo que podemos esperar de uma amante. A falta de um forte apelo visual deve fazer diferença para quem não tem catarata, que portanto não faz diferença alguma para mim, talvez quando eu fizer a cirurgia corretiva, vou pensar diferente. Quando a encontrei, ela ja tinha uma estória afetiva bastante conturbada, vinha de uma separação complicada por um abandono de três anos e estava bastante desleixada. Mas quando a vi percebi seu potencial e investi pesado na sua estética e em seus predicados. A recompensa foi formidável, nos meus braços ela não fala, apenas ronrona, passar a mão em sua pele macia sem uma ruga, lisinha, um tesão mesmo para o véio que aqui está e se apaixonou por ela. Na cama nem se fala, impossível melhor amante, capaz de me embalar a noite toda nos seus braços como se eu fosse um bebê de colo.

Bem este é meu convívio com a NORWAY, minha CARBRASMAR 26 pés. Antes deste fatal e apaixonante encontro, eu tinha uma Magnum 23 pés, uma offshore que andava como uma flecha e, como tal, tinha a mania de ficar enterrando o bico nas ondas. Após um quase fatal encontro com uma virada de tempo do outro lado da lhabela, eu decidi que precisava de um barco diferente, capaz de enfrentar mar grosso. Mar grosso significa barco grande, ou então CARBRASMAR. Estaleiro que faz barcos confiáveis e que esta fazendo isto com sucesso desde 1956.

 

 

A estória da Norway, foi sempre motivada por grandes paixões. Sua primeira dona, uma norueguesa de rara beleza, jovem muito alta, elegante, apaixonou-se por um senhor brasileiro que eu conheci quando a comprei (a lancha), 40 anos era a defasagem, entre eles. Como todo norueguês, ela era apaixonada pelo mar e tanto fez que compraram e montaram a NORWAY, depois de muito estudarem. Escolha dela, 26 pés com um excelente banheiro, pequena cozinha, um camarote acolhedor, enfim um barco bastante feminino. Devido a sua altura, fez uma customização do casco, colocando uma cabine alta, uma motorização excelente, um VOLVO diesel, turbo com after cooler e uma moderna rabeta de duplo hélice.

Junto com a NORWAY vieram 2 filhos pequenos enfeitar a vida do casal. Saiam quase todos os finais de semana no estuário de São Vicente pernoitando com frequência a bordo. Ela, a dama, era a paixão da marujada da marina onde guardavam o barco, divertida, bela, tratando os funcionários sempre muito bem, querida por todos.

Até que, numa bela manhã, seu marido acordou, percebeu a casa vazia e notou no criado-mudo, o eterno, detestado, apavorante, envelope com um bilhete: “Querido, como já havíamos combinado, vou visitar minha mãe, mas não volto mais para o Brasil. Estarei morando na casa de meus pais, em TRONSO. Muito obrigada pelos filhos que me deu”.

Bem nórdico, parecendo uma saga o destino do marido, digo ex,   que tem exatamente a mesma idade nossa. Pirou de vez, em tratamento psiquiátrico, acabou usando o barco como moradia de finais de semana, com todas as roupas de sua ex-esposa, a bela norueguesa. Após 3 anos de terapia, o colega psiquiatra achou que estava na hora de por um ponto final em tudo, e combinaram vender o barco com tudo que tinha dentro. O paciente topou, anunciou, eu li o anuncio e fui ver a NORWAY. A curiosidade, quando entrei na marina, foi o responsável pela limpeza do barco fazer a seguinte pergunta: “sua esposa é bonita”? Dai eu percebi o quilate de beleza da norueguesa!

A visita seguinte foi com a Marcia, adorou o barco, alias ela não serve de base, tudo que boia ela ama ! Mas na hora que viu a montoeira de roupa feminina a bordo, teve um chilique: “suma com tudo, não quero encontrar mais nada aqui na próxima vez que eu vier”. Fiz a festa da marujada, cada um enfiou num saco de supermercado pedaços da dama ausente, e com isto fechei a compra da NORWAY.

Eu a tenho até hoje, já fiz várias viagens e pernoites românticos e maravilhosos com ela e, mesmo agora, com a Marcia com o Alzheimer ja bem adiantado, curtimos bastante a NORWAY, pois este barco tem alma, e uma alma feminina.

 

 

 

Leave a reply