quarta-feira, junho 19

NA CASA DO CLÁUDIO ROSSI: A NOITE PRA NÃO SER ESQUECIDA por Eduardo Berger

3
46

Nelly e Claudio Rossi já tiveram a oportunidade de demonstrar a hospitalidade e a generosidade do querido casal, “uns par de vez”! As pizzadas em sua residencia sempre foram muito apreciadas pelos que tiveram a felicidade de nelas comparecer! Nesse maio de 2024 que está findando, mais uma vez, abriram as portas de seu lar para nos receber. E o Claudio, magnífico tenor que é, nos brindou com uma audição absolutamente fantástica! Repertorio cuidadosamente escolhido, emocionou-nos às lagrimas! Sua parceira na apresentação, a professora Karin…, ao piano, demonstrou seu talento superlatiwo – nas palavras do Claudio, “ela tem a aparência de uma pessoa… mas em verdad, ela é uma orquestra”!! Justiça feita!

Pizza e vino per tutti, completaram a magnífica e inesquecível noitada!

As meninas Cilene e Léa, e os marmanjos Claudio, Nese, Verani, Blandy, Faintuch, Murilo, Cury, Berger, Decio, Yasuda, Junqueira, foram os representantes de nossa gloriosa 52ª. Nossa queridíssima Vera, viúva do saudoso Marco Lobo esteve conosco com filha e genro. Também nos honraram com suas presenças, os já quase da turma Dario Birolini, da 44ª, e Claudio Laurito e Rafael Possik, da 50ª.

Abaixo uma amostra do que foi a performance do querido e talentoso tenor, Claudio Rossi

 

 

Clique abaixo para ver as fotos

 

NA CASA DO CLÁUDIO ROSSI: A NOITE PRA NÃO SER ESQUECIDA

3 comments

  1. Eduardo Verani 2 junho, 2024 at 11:17 Responder

    Noite maravilhosa!
    Voltei às Termas de Caracalla. Arte, encantamento, alegria, amizade; obrigado, Cláudio e Nelly.

  2. Domingos Lalaina jr 3 junho, 2024 at 12:17 Responder

    Sou dos que não puderam estar presentes, mas compartilho da opinião- noite memorável
    Sem palavras para o talento e hospitalidade.
    Um raro privilégio, este de pertencermos a essa Turma.

    • Pedro Takanori Sakane 3 junho, 2024 at 12:23 Responder

      Eu tambem não pude ir, pois a dengue me pegou na quinta feira. Mas faço minhas as palavras do Lalaina.

Leave a reply