quarta-feira, fevereiro 28

Coisas da “Jornada à Europa” – I, Eduardo Berger

1
405

Veio me a memória um pensamento do Garfield… sim, ele mesmo, o “gato gordo” – era qualquer coisa assim: “É incrível a capacidade que certos indivíduos têm de fazer coisas, quando não sabem que são incapazes de fazê-las”! E o desenho que ilustrava tal afirmação, era ele empoleirado num alto galho de uma árvore e, ao seu lado, um cachorrinho (!!), seu amigo Odie.

Há que se associar aquele dito do bichano com o que fizemos, durante o ano que antecedeu nossa ida à Europa. Senão vejamos:

1. Contratamos a Martinelli, uma importante agência de turismo da época, mas não deixamos tudo “na mão deles”. A contratação da companhia de aviação, por exemplo, foi uma batalha empreendida, e vencida, exclusivamente por nós. Via de regra, todos os grupos que demandavam o velho continente, se utilizavam da TAP ou da VARIG e, por isso, fomos nós, eu e Mantelmacher, negociar na Avenida São Luiz (centro de Sampa). Primeiramente, é claro, batemos à porta daquelas duas companhias e iniciamos as negociações. De posse das informações obtidas, continuamos nossa peregrinação em praticamente todos os escritórios daquela avenida, que levou seguramente cerca de 6 a 7 horas (!)… E, para grande surpresa de todos, especialmente dos responsáveis pelas duas companhias citadas, ao fim do dia, fechamos com a Swissair, que jamais, até então, havia levado um grupo para a Europa (e éramos 69, um belo grupo!). As vantagens financeiras que obtivemos foram inegáveis, já que os suíços deram grande importância em “vencer a concorrência” (devem ter faturado, em valor atualizado, algo como 120.000 euros) – fizeram até publicar em jornal de grande circulação foto de nossa partida! Nos deram ainda diárias de hospedagem em Genebra e em Zurich, para a turma toda, o que em dinheiro de hoje, estimo que seriam cerca de 10.000 euros!!!

2. Contratamos cerca de 1.680 diárias de hospedagem (35 apartamentos, em 48 dias de viagem!!), em apartamentos com banheiro privativo, de hotéis chamados “turismo A ou B”. E mais: com meia pensão!! Um luxo absurdo, para a época e para um grupo de estudantes! Estimo que esse pacote custaria hoje qualquer coisa em torno de 500.000 euros!

3. Alugamos da Renault 17 automóveis, por 30 dias cada (o equivalente a 510 diárias) – eram 16 R10 e um R16. Viajamos em 4 em cada veículo (só no R16 foram 5). Em valores de hoje, cerca de 50.000 euros.

Concluindo, o orçamento de nossa Jornada fantástica, incluindo os agentes de viagem, esteve em torno de 700.000 euros. E eu e o Henrique fomos os contratantes… que loucura! Tinhamos vinte e pouquinhos anos, certamente não éramos capazes de ter feito tudo isto, conforme o Garfield afirmara…

Hoje, muitas lembranças, tantas alegrias; quanta amizade não se desenvolveu daqueles contatos, daqueles momentos mágicos que hoje soam como sonhos…

APÊNDICE: A COMPOSIÇÃO DOS CARROS
Como já dito, o grupo foi de 69 pessoas – 64 distribuídos em 16 Renaults – R10 e cinco num Renault R16. Depois de muita pesquisa, conseguimos definir, quase com perfeição, a composição dos passageiros:

1 – Berger – Waldir Cipola – Ulisses – Aulus
2 – Ranoya – Lalaina – Porto – Nese
3 – Otávio – Cury – Decio – Nestarez
4 – Paulo Szeles – Plinio – Cabral – “Primo do Otávio”
5 – Verani- Lobo – Blandy – Patricio
6 – Mantelmacher – Noragi – Egídio Reinaldo
7 – Samuel – Sergião – Ortolani – Vicente
8 – Yasuda – Funabashi – Lydia – Murilo
9 – Anania – Mammana – Sinhiti – Joel Pi
10 – Flavio – Carlos Martins – Watanabe – Pereira Barretto
11 – Japur – Romeu – José Valdir – Lauro
12 – Lorival – Junqueira – Lech – Frederico
13 – Vera – Lamardo – Alcides – Beta
14 – Antonio Macedo – Cybel Macedo – “Aparecida” – “Ivani” (duas enxertadas / Martinelli)
15- Leandro – Tia 1 – Tia 2 – (Elizabeth Gimenez – voltou ao Brasil antes de pegarmos o carro)
16 – Sergio Talans – Heimann – Faintuch – Godoy
17 – Professor Patricio – Esposa – Professor Massahiro – Esposa – Professora Dorina

ET – em vista de alguns desentendimentos e da colisão havida com o carro dos professores, alguns poucos remanejamentos ocorreram.

1 comment

  1. Eduardo Verani 10 abril, 2021 at 21:49 Responder

    Grandes lembranças.
    Organização perfeita.
    Esse o motivo pelo qual você, Xará, e o Henrique, Deus o tenha, são merecedores de nossos eternos agradecimentos.

Leave a reply