quarta-feira, junho 19

JA-JU, uma “instituição”, Eduardo Berger

3
388

“Perdoem-me as demais, mas as glórias da 52ª turma excedem”… criatividade, finesse, espírito, eis nossas marcas!

Não sei dizer ao certo mas, acredito, foi nosso querido e saudoso Masamiki o dono da idéia, no mínimo insólita: japoneses e judeus de nossa turma, uma vez por ano, se enfrentrariam numa partida de futsal!

Uma brincadeira, uma piada, uma loucura? Pois bem, o JA-JU vingou, e foi uma das coisas mais gostosas que tivemos – um evento que “arrastava multidões” à nossa velha Atlética!

Os “japas”, verdadeiras feras, tinham, entre outros, as presenças notáveis do criador do Ja-Ju (extraordinário goal-keepper), do canhão nipônico (Yasuda) e do carcará (Mitsunaga), que garantia a sólida defesa, apesar de não se aproximar de nosso grande “Baluarte” (todos sabem que é o Japur).

Nós, pobres “juquinhas”, éramos, pouco mais ou menos, uns pernas-de-pau… em verdade, os reforços muito bem vindos da 53ª (Moisés Lam, que fora nosso, e Silvio Stermann que “queria ter sido”… rs) trouxe alguma graça num dos anos (veja foto em destaque, relíquia oferecida pelo Murilo). Graças à minha atuação como goleiro, perdemos “apenas” por 5 a 4 (considerei uma glória, já que no outro gol, o grande Okayama!). Destaco algumas frases postadas por ele no Facebook, referindo-se ao inesquecível JA-JU:

1. JA-JU, 5 ANOS DE CONFRATERNIZAÇÃO!!!
2. NO SEXTO ANO (INTERNATO) FOI SIMBÓLICO, COM ENCONTRO NA RESIDÊNCIA DO HC!!!
3. SE TODOS OS POVOS E RAÇAS FOSSEM ASSIM HAVERIA MUITA PAZ…
4. UNIÃO E AMIZADE!!! ERA O ” JA-JU ” DE FUTSAL …      (Masamiki Okayama – RIP)

 

3 comments

Leave a reply