quarta-feira, fevereiro 28

Lembrando a comemoração dos 40 anos, EDUARDO VERANI

2
279

Turma querida!

Sabe aquela emoção que se sente poucas vezes na vida, causada desta vez pela presença significativa no nosso encontro? Essa eu senti… e percebi que muitos de nós sentiram. A alegria indisfarçável do Berger (Xará querido), ”causador” daquilo tudo, o rever Masamiki, Macedo, Lamardo, Franklyn, Alzira, Neusa, Paulinho e Mieko, Wolfgang, só para citar alguns que eu particularmente não via há tempos, ainda me faz sentir estar vivendo nos anos sessenta…

Foi bom demais, gratificante demais, absolutamente inesquecível As pessoas têm o hábito de se entusiasmarem com acontecimentos, exporem suas emoções frente aos mesmos e de esquecerem algum tempo depois. Eu adoraria se não nos esquecêssemos e se nos víssemos de novo em outras comemorações, mas, mais importante que tudo… que nos lembrássemos uns dos outros como se fôssemos atores representando uma peça que enaltecesse a amizade e o respeito, neste grande teatro da vida que tem as portas sempre abertas para os atores que merecem fazer parte desta peça.

Um grande abraço a todos e obrigado pelas emoções proporcionadas…

Verani – 2009

Para ver o álbum de fotos completo, acesse > https://fmusp-turma52.com.br/galeria-2/

O MARCADOR DE PÁGINA COMEMORATIVO, LEMBRANDO O PISO DA LINDA ENTRADA DA “CASA DE ARNALDO”

2 comments

  1. admin 21 abril, 2018 at 17:24 Responder

    ALGUMAS COMENTÁRIOS OUVIDOS À ÉPOCA SOBRE O PISO REGISTRADO NA FOTO
    1 – Pobre do Arnaldo: foi condenado a passar a eternidade de costas para a sua casa, olhando para o cemitério onde devem estar alguns de seus pacientes, e ainda por cima na chuva e no sol… Ele deveria ficar no Hall de entrada, sob seu teto, ou no alto do primeiro lance da escada!

    2 – Em verdade, ele olha para a entrada: quer ter a certeza de que os que por ali entram merecem um dia serem chamados seus filhos.

    3 – Nossos primeiros passos se deram sobre esse desenho mágico e nos levaram ao domínio da prática médica!

    4 – Prefiro ver o Arnaldo como o víamos no primeiro dia: de baixo para cima, com a escola ao fundo, senhor da obra e representando a grandeza dos que a fizeram grande.

  2. JAYME MARMELSZTEJN 22 novembro, 2018 at 21:30 Responder

    Em 2009, logo depois da comemoração, Jayme Marmelsztejn disse:


    ”Fiquei comovido, emocionado e também um pouco triste quando vi as fotos do evento. Infelizmente não pude comparecer, como havia 
planejado.
    Como muitos sabem, eu sou um duplo “outsider” desta turma, e a maioria de vocês eu não vejo há 40 anos – mas deu para reconhecer quase todos.
    Propus ao Berger (incontestável lider desta turma) que tentasse marcar um jantar daqui a um ano – e parece que ele gostou da idéia.
    Meus efusivos parabéns a todos que colaboraram para este evento.
Contem comigo para eventos futuros; foi angustiante notar o brilho nos olhos de tanta gente e não ter podido compartilhar desta alegria.
    Um abração a todos. Espero poder vê-los assim que possível”

Leave a reply