quarta-feira, junho 19

Leônidas de Mello Deane e seus flebótomos, Eduardo Berger

1
459

A saúde pública do Brasil não seria a mesma hoje, não fosse a atuação do casal Leônidas de Mello Deane e Maria José Von Paumgartten Deane, fundamentais no combate a males endêmicos como malária, filariose, leishmaniose visceral, verminose e leptospirose. Para combater as epidemias, o casal de parasitologistas viajou por todo norte e nordeste fazendo palestras e orientando a população sobre saneamento básico. A parasitologia entrou na vida de ambos por meio da atuação no Instituto de Patologia Experimental do Norte, atual Instituto Evandro Chagas. Participaram do Serviço de Malária do Nordeste; fizeram cursos nas universidades de Johns Hopkins e de Michigan, nos Estados Unidos, e, com o título de mestres em saúde pública, voltaram para a Amazônia, onde trabalharam no Serviço Especial da Saúde Pública. Leônidas Nasceu a 18 de março de 1914, em Belém do Pará, e Maria a 24 de julho de 1916, também em Belém. Ambos estudaram na Faculdade de Medicina e Cirurgia do Pará. Ocuparam diversos cargos em instituições renomadas do Brasil e do mundo, entre elas, nossa FMUSP (anos 60) e, depois de absurdamente demitidos pela ditadora militar, na FIOCRUZ. Receberem inúmeras e merecidas homenagens por sua contribuição à saúde pública nacional

Leônidas Deane faleceu em 30 de janeiro de 1993 e sua Maria, em 13 de agosto de 1995.

============================================================

Eu era magérrimo e, com meus 1,84 m, tinha uma “enorme” semelhança com o inesquecível mestre Deane: o bigode! Pois bem, sem querer, querendo, eu conseguia imitá-lo suficientemente bem, a ponto de todos identificarem, de imediato, o notável cientista. Cheguei até a fazê-lo no palco do SHOW MEDICINA, arrancando gostosas gargalhadas da platéia – meu script era a reprodução de um caso hilariante que o próprio Professor nos contava: –“Estávamos, eu e  Maria, num trabalho de campo, sobre a leishmaniose, caçando flebótomos na mata. A técnica para capturá-los era por aspiração, através de um tipo de pipeta… só que esqueci de colocar o filó de proteção e, ao final, não haviam insetos no reservatório… eu havia chupado e engolido uns pares de flebótomos”!! (risos) – o pequeno grande mestre era um dos que assistiam o SHOW!

Leonidas de Mello Deane e Maria José von Paumgartten Deane

http://www.canalciencia.ibict.br/notaveis/livros/leonidas_e_maria_deane_32.html

1 comment

Leave a reply