quarta-feira, fevereiro 28

VAIDADE SACRIFICADA, Domingos Lalaina Junior

0
286

É joalheiro que conquistou fama, respeitado pela perícia em autenticar jóias. Férias. Passa o tempo com o grupo que se formou, como sempre acontece nos resorts. Há um casal marcante, em lua de mel.
O homem, executivo de sucesso, arrogante, sempre a falar de seus símbolos de status, pondo-se em competição com os demais. Aquilo o incomoda muito.
A mulher, mais jovem, meiga, humana, linda, encantadora, compensa o clima.
À mesa de jantar, deslumbrante, ela traz um colar de diamantes, magnífico, fazendo jus a sua beleza e graça.

Não custa para que o desafio venha.
– “Você,  expert, consegue dizer se estas pedras são autênticas?” Delicadamente tira o colar da esposa e lhe entrega. Sua vaidade profissional posta à prova pela de um ignorante desagradável.
Examina as gemas. São autênticas, verdadeira fortuna. E atesta a veracidade dos brilhantes. Então percebe a palidez súbita que se espalha por todo o semblante daquela princesa.
O marido, com sorriso zombeteiro e ar triunfante:
– “Veja só. Ela comprou numa loja de semi-jóias por uma bagatela! Engana a qualquer um.”
Olha de novo os diamantes, demoradamente. O coração fala mais alto:
– “Olhando melhor, vejo que são mesmo falsos. Admito que errei.”

Ao se despedir, os olhos marejados,  segurando sua mão entre as dela, ela lhe diz, baixinho:
– “Muito obrigada.”

Leave a reply